Quinta, 18 de Julho de 2024 16:34
(68) 99225-3537
Economia Real

Real ultrapassa peso argentino em ranking de desvalorização monetária

Moeda brasileira registra queda de 10,54% em relação ao dólar apenas nesta segunda-feira, 17

18/06/2024 21h36
Por: Redação Acrelândia News
Real ultrapassa peso argentino em ranking de desvalorização monetária

O real superou o peso argentino na lista de desvalorização monetária e ocupou o último lugar entre as moedas de países emergentes em 2024. Às 16h de segunda-feira, dia 17, a moeda brasileira apresentou uma queda de 10,5% em relação ao dólar norte-americano, enquanto o peso argentino registrou uma queda de 10,4%. 

A comparação é feita utilizando o dólar dos Estados Unidos como referência para calcular a valorização ou desvalorização das moedas. No total, outras economias emergentes como Hungria (-5,776%), Chile (-5,738%), Colômbia (-5,876%), Indonésia (-5,676%), Coreia do Sul (-6,521%), Tailândia (-6,956%), México (-8,502%), Turquia (-10,12%) e Argentina (-10,485%) apresentaram desempenhos melhores do que o Brasil (-10,54%).

No entanto, mais tarde no mesmo dia, o real conseguiu se recuperar e fechou com uma desvalorização de 10,48%, empatando com a moeda argentina. Antes dessa recuperação, a Argentina era a única na parte inferior do ranking.

Moeda de um real e seta para baixo, para ilustrar a desvalorização da moeda

A desvalorização do real em relação ao dólar é atribuída principalmente à alta das taxas de juros nos Estados Unidos, conforme indicado por dados macroeconômicos que mostram uma economia americana ainda robusta. Essa perspectiva leva o Federal Reserve, o banco central dos EUA, a manter os juros elevados por um período prolongado.

Além disso, o "risco Brasil" também contribui para a depreciação do real. Fatores como turbulências políticas, como conflitos com o presidente do Banco Central e mudanças na meta fiscal, aumentam a percepção de que as contas públicas do país não estão em boa situação, tornando o investimento no Brasil mais arriscado. Quando há maior risco percebido, o mercado tende a exigir taxas de juros mais altas para emprestar dinheiro para o país.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Acrelândia, AC
Atualizado às 14h20
35°
Tempo limpo

Mín. 15° Máx. 33°

33° Sensação
0.17 km/h Vento
23% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (19/07)

Mín. 16° Máx. 35°

Tempo limpo
Amanhã (20/07)

Mín. 18° Máx. 36°

Tempo limpo
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias